Serra do Corvo Branco

Serra do Corvo Branco
Serra do Corvo Branco

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Tour de France 2012

Olá Galera
Começa amanhã a maior e mais famosa prova de ciclismo de estrada. O prologo sera de 6.4 km no coração de Liege, o mesmo percurso que em 2004 Fabian Cancellara se destacou, ou melhor se tornou conhecido. Serão vinte estagios com mais dois dias de descanso. Total do percurso 3239.40 km, e 226 km no dia mais longo (decimo segundo estagio). Duzentos e dezenove participantes e 22 times. A ESPN costuma transmitir ao vivo a ultima hora final de cada etapa, perto do meio dia hora de Brasilia, e um resumo do dia no final da noite.
Site oficial http://www.letour.fr/le-tour/2012/us/ .
Se alguém tiver alguma dica ou informação sobre o tour de um alô.
Divirtam-se.
Foto Oficial , tirada do site.

domingo, 24 de junho de 2012

Pedal em 23 de junho - 15 Hs.

Olá Galera

Como não pude chegar às 14h30min hs, participei do grupo das 15 hs.  Uma galera com cerca de quinze ciclistas partiram em direção a Capinzal, fomos pela Roselandia, em Capinzal II, entramos para Santa Gema, ali alguns voltaram a Passo Fundo pelo asfalto, eu segui em frente, isto é cruzando o asfalto e indo em direção a Bom Recreio, ali alguns foram em direção à estrada que vai a Pulador (casa rocha), eu e mais Rogério e Regis, viemos em direção a Santo Antão, chegando em casa à tardinha, quase noite.
44 km , média de 14.5 km/h.


sábado, 23 de junho de 2012

PEDAL EM 23 DE JUNHO – 14h30 min

Olá Galera
Segue relato do César.
PEDAL EM 23 DE JUNHO – 14h30 min
Apenas para esclarecer aos ciclistas que de há pouco participam do grupo, o PEDAL NA NOITE sempre procurou observar para que o local de encontro e horários das pedaladas fossem de conhecimento de todos, então, TODOS OS ANOS temos durante o inverno o horário de saída de sábados às 14h30min, e, à medida que se chega ao final do ano passa para as 15hs e no auge do calor e horário de verão convenciona o horário das 16hs. Aos moldes do verão passado, neste inverno, ficaram duas opções de horários para que nos ajustemos àquela que melhor convir, então, NÃO SIGNIFICA que o horário das 14h30min seja de ritmo mais intenso, o único objetivo é o de aproveitar melhor o horário do sol, pois nesta época é até agradável pedalar sob os auspícios de Inti, Rá ou como quer que o chamemos.
Quanto ao pedal das 14h30min deste sábado fomos entre onze ciclistas desviando a Av Brasil até o Prefeitura, UPF (lotada, dia de vestibular), Encruzilhada do Despacho e à esquerda chegamos na Transbrasiliana, voltando pelo Valinhos. Ao total, quase 40km de velocidade média 16km/h com as paradas de reagrupamento, ninguém ficou para trás. O contratempo foi uma correia arrebentada da bicicleta do Carlos, prontamente consertada pelo Oscar-Poke, o qual aprendeu o ofício ainda no tempo em que se utilizava um prego e uma pedra, mas desta vez dispunha de alicate e chave adequada.
De resto, chegamos ao centro por volta das 17h15min ainda com aproveitamento do sol e com boa luminosidade. Para quem pedala somente aos sábados, até o próximo, com duas opções de horários para todos.



O César da para mecânico.



Veja fotos do Eduardo Fabiani aqui.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Opção de horário

Olá Galera
Como hoje estamos com um volume substancial de ciclistas, podemos com certeza fazer dois grupos.
Isto esta sendo feito inclusive por sugestão de alguns.
Poderemos optar , saida as 14:30 ou as 15:00 hs.
No mesmo local.
A escolha é sua e bom pedal.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Por isto primeiro mundo, é primeiro mundo.

Uma das melhores soluções é essa.
Veja aqui.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Pedal de sábado, 16 06 2012

Olá Galera
Sábado duvidoso, digo tempo duvidoso. É isto, o tempo de sábado inspirava cuidado, cheguei a pegar a capa, lembrando de domingo quando fomos para Tropeiro Camponês. Mas faltando uns quinze minutos para sair de casa, consegui ver, não vai chover.
Na praça a galera que já não consegue fazer um pedal sem estar repetindo um trecho, resolveu, vamos para os lados de Mato Castelhano, passando a sede camprestre do Clube Comercial. Lá adiante resolveram entrar antes a direita, e voltando para o lixão, primeira divisão, uns foram fazer a trilha que segue adiante do lixão. Outros voltaram até o lixão, lá chegando fomos até o asfalto na rs 324, Passo Fundo - Marau. Nova divisão, uma galera foi para PF pelo asfalto, eu e mais uma gelera entramos como fossemos para São Brás, vindo a São Miguel, São Roque e subimos pelo parque Roselândia, Rodeio e city. No parque tem uma senhora na portaria que não curte nossa presença mesmo.
A velocidade do grupo esta alta mesmo, 44 km rapidos, eu ando sofrendo para tirar fotos e andar com a galera.
Mas desta vez valeu a pena, gostei das fotos.




Veja filmagem aqui.
Veja todas as fotos aqui.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

VALE EUROPEU - SEGUNDA EDIÇÃO


Olá Galera
Terça feira à noite, toca o telefone de casa, Rogério Bortolon Silva me convida para irmos a Timbó para um pedal na quinta feira, o primo dele João Vicente B. Silva e Lucio estavam indo para um pedal e queriam a presença do Rogério.
- Amanhã te envio o material que eles me enviaram pelo email, disse o Rogério.
No outro dia a minha suspeita se confirmou, saindo de Timbó era mesmo o Vale Europeu.
Foi uma correria, quarta-feira às 18h40min partimos para Timbó. Como teríamos um carro de apoio eu levei todas as opções de roupa possíveis, e não levei os alforjes.
Remendos, camara, gancheira, chave de corrente, cabos, chaves Allen, lubrificante, varal de roupa, géis e etc. 
CLIQUE NAS FOTOS PARA AMPLIAR
A bike revisada, lavada pronta para o passeio.
Na quinta-feira cedo estava a galera de Floripa e nós, daí minha outra suspeita se confirmou, a ideia era fazer os sete dias em três, quem já andou lá sabe, era casca grossa.
Depois de um café reforçado, fomos pegar o passaporte, roteiro e considerações gerais. De cara eu que sou meio desligado já levei o pessoal para o lado errado, depois de uns 10 km tivemos que voltar ao inicio. Chegamos ao final do primeiro dia de roteiro, que é Pomerode ao meio dia (43 km dificuldade três), pegamos mantimentos em um mercado, almoçamos ali mesmo,  e partimos para o segundo dia.
Ali pelas 16h30min estávamos em Indaial (40 km dificuldade 1), chegamos já noite em Rodeio depois de 27 km, o frio e cansaço foram amenizados com vinhos excelentes proporcionados pelo João, e um ótimo jantar, em uma casa de massa.
Neste lugar aqui, no verão foi nosso primeiro banho.
Nesta noite, depois do jantar, quando chegamos na pousada a a turma que era do Paraná e estavam sendo conduzido por uma equipe de promoção de passeios, tiveram a relação de marchas de todas as bikes lavadas com querosene e depois com água e sabão, já eram mais de 23 h, num frio.
A pousada, que era uma casa de casal de idosos ,fez uma ótima acolhida, eles  alugam quartos para ciclistas e caminhantes, que  inclusive encontramos pelo caminho, depois de nossa partida, onze deles estariam sendo recepcionados na pousada na noite seguinte.
Depois do gostoso café e passaportes carimbados partimos para Doutor Pedrinho (41 km dificuldade 5), de cara 8 km de subida, saindo 80 mts até 700 mts de altitude.

Um dos momentos mais marcantes para mim desta vez foi encontrar o Sr Paulo, ele foi que fez mais de 40 anjos que distribuiu na região, fez também um centro com eles e mais um Jesus de uns 8 metros de altura, plantou mais de 8 km de hortências, e o mais importante, nos deu uma lição de vida, acreditando num ser supremo, tem certeza de ter cumprido a missão a ele destinada. Eu e o Rogério que chegamos ali e ficamos esperando nossos colegas chegarem, ficamos impressionado, com este senhor simples, mas que visitou varios paises da Europa, Asia e Africa.
 

 Não fizemos o opcional para ver a cachoeira do Zinco, nem paramos na Igreja Enxamel. No final a Prefeitura estava fechada, portanto não carimbamos nosso passaporte, nesta cidade, fica um hotel muito legal que paramos em 2010, a Bela Pousada, uma linda vista para o vale, nesta vez, por não ser temporada da colheita do arroz, os vales não estavam tão bonitos, sem aquele verde maravilhoso.
Mais 35 km com dificuldade 4, e muito sofrimento, joelho doendo, noite escura, num trecho de reserva ambiental chegamos a Alto Cedro.
Hospedamos-nos Lindner Hof Hotel.  Aqui vale um registro, este hotel em 2010 há poucos meses tinha inaugurado muito bonito, teve um belo jantar, mas desta vez muita coisa falhou. O banho foi gelado, para quem tinha passado maus bocados, foi bem difícil, o proprietário alheio a tudo e muito mal humorado fez varias grosserias, a comida além de ser pouca, estava bem fraca, o café da manhã, teve sucos e iogurte vindo aos poucos, para uma diária de R$ 125,00 por pessoa...
No terceiro dia nosso de pedal, estávamos indo para o sexto dia do roteiro 46 km dificuldade 4, fizemos o Rio dos Cedros, (Alto Cedro – Palmeiras). 


Finalizando Rio dos Cedros – Timbó, este o sétimo e ultimo dia com 53 km e dificuldade 3.
Mas o Joelho meu e do Rogério estava incomodando muito, sem falar que o banco tinha judiado do sentante. O João também estava estafado, sómente o Lucio esnobava saúde.
Uma coisa eu posso dizer, neste ritmo não vale a pena, da para fazer mais fácil em 4 dias, descansando na Bela Pousada em Doutor Pedrinho e no outro dia indo para Alto Cedro.
No mais para mim foi um recordar, e não sei se é melhor no inverno ou verão, pois com temperatura amena é ótimo para pedalar, mas tomar banho nos riachos e cachoeiras como no verão de 2010...
Agradecimentos ao João, Lucio, Rogério e Luiz Carlos (carro de apoio).

Veja todas as fotos aqui.   Clique nas fotos para ampliar.
Até a próxima.

FOTOS DE BIKE

Olá Galera
O Lucas Gobi enviou este site com muitas e belas fotos de bike.
Curta aqui.


domingo, 10 de junho de 2012

Tropeiro Campones

Olá Galera
Acho que alguma coisa o São Pedro tem contra nós , e ou com o Tropeiro Camponês.
Mais uma vez o tempo não ajudou.
Sai de casa sem capa, e estou indo para a Praça da Mãe, no caminho uns pingos, encontro Guilherme e Dani voltando para casa para trocar as bikes pelo carro.
Eu e mais uma galera que estava na praça achou que não chovia e lá fomos.
As 10 horas como marcado partimos, quando cheguei na casa rocha aumentou a chuva, tocamos assim mesmo, chegada no tropeiro  molhado.
Uma cachacinha amenizou o frio, porém o mau tempo e frio foi aumentando, no final , o frio assustava todos.
Muitos voltaram pedalando, eu e o seu Sergio conseguimos uma carona com o Flavio Cansian que tinha ido de carro com um transbike.
Como sempre tivemos momentos legais lá, um ótimo churrasco, com saladas, arroz, feijão, cucas. Nossa as cucas são um caso a parte. No final um cafézinho encerrou o domingo no Tropeiro Camponês.
Fotos Tropeiro Camponês feitas pelo Miguel Quevedo aqui.
Fotos Tropeiro Camponês aqui.
As duas fotos acima são do Miguel.








Fotos Tropeiro Camponês aqui.

Pedal Feriado Corpus Christi


Olá Galera
Segue relato do César Oliveira e fotos  Miguel Quevedo.
Valeu.

PEDAL DE FERIADO A 5 GRAUS....

Após algumas combinações no Grupo do Pedal na Noite no Facebook, saímos entre 10 ciclistas às 14hs (desta vez o sol era aliado mesmo a 5 graus) e fomos ao Distrito do Pulador, descendo pelo Aeroclube até a BR e retornando na passagem de trem próxima ao cemitério, não fomos até o bar atrás de rapadurinhas. Alguns abasteceram-se de água no local, mas eu já disse: “Desta água eu não bebo”, imaginem, a fonte no portão do cemitério! Bem, com o local propício, o assunto durante a breve parada tratou de antropofagismos, de história recente de homens no nordeste que vendiam churrasquinho de carne humana, daí falei do célebre Crime da Rua do Arvoredo em Porto Alegre, onde no final do sec XIX um açougueiro atraia com sua bela mulher clientes para sua casa, onde ele os executava e fazia lingüiças. Então o Guilherme saiu com uma pérola: “Isto é normal!!!” Bem, com ninguém mais querendo ficar por perto, retomamos a pedalada instantaneamente, vai que “Hannibal” estivesse à espreita por ali? Ao total, 40km de ótimas parcerias e muita diversão, além de um bom aquecimento para o banho...




Fotos Miguel Quevedo.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Dia do Desafio, pedal de quarta feira.

Olá Galera
Terça feira o pessoal do SESC ligou para o Chico (Gigante Bike), combinando para participarmos do Dia do Desafio.
Anunciamos no blog como iriamos participar.
Quarta feira o local do evento seria na praça Tochetto. Porém (ainda bem) amanheceu chovendo. Eu e o Chico ainda brincamos, tomara que chova o dia inteiro, não pelo evento, mas pelos motivos que todos conhecemos.
Infelizmente a chuva durou pouco, mas o suficiente para  a direção do evento alterar o lugar.
Assim Rudi e Rita ficaram na Praça da Mãe, para esperar a galera que não estava sabendo do evento.
Chico ficou na Praça Tochetto esperando a galera que foi para la, conforme chamada no blog.
E eu , fui para o Ginásio do Clube Juvenil para avisar o pessoal que estávamos nos organizando para la comparecer.
Em torno das 20:15 chegou a galera, uns 12 ciclistas(na foto não aparece Rita e Paola que eu lembre), enquanto o pessoal fazia uma ginastica aeróbica , nós demos um role, no espaço que sobrava no ginásio.
Depois saímos para o nosso passeio, indo pela Cohab II e São Cristóvão.
No final dever cumprido.


DAME DOS

Assim faziam os Argentinos, tempos idos pelo Brasil afora.
Perguntavam o preço, e vendo como era barato , pediam dois.
Pois esta pechincha de bike, é a mesma coisa, meda duas.



Veja reportagem na integra aqui.